Imagens e cores

Se você usar imagens no seu material, lembre-se sempre de que elas deverão estar em formato Bitmap e no modo de cor CMYK. As imagens devem ter no mínimo 300 dpi’s de resolução. Evite fazer materiais com frente escura e verso claro, ou frente clara e verso escuro, isso poderá manchar o lado mais claro do produto.

Preenchimentos e contornos também devem estar em CMYK. A empresa não aceitará materiais com cores em Pantone® ou RGB. Por isso, faça sua arte utilizando a Paleta de Cores CMYK. Caso em seu arquivo tenha cores em Pantone® ou RGB, converta-as antes de enviar para a produção.

Textos e fontes

Para evitar problemas com fontes no seu material, você deverá convertê-las em curvas. Deverão ter também mais de 7 pontos de tamanho para manter a boa resolução e legibilidade. Procure também não utilizar fontes com traços muito finos, para que não perca a sua resolução.

Preenchimentos com as cores Preta e Azul

Para fazer um preto mais “vivo”, não utilize o preto com 100% nas quatro cores (CMYK), isso sobrecarrega a máquina e propicia uma chance de manchas no seu material, além de as cores não encaixarem, principalmente em fontes, podendo ficar fora de registro devido ao excesso de cor.

Para obter um preto mais “vivo”, utilize esta regra C: 40% M: 0% Y: 0% K: 100%. Assim, você evita erros de impressão e tem uma qualidade maior no seu impresso. Esta fórmula você poderá usar para efeitos com Degradê. Uma dica: utilize esta regra apenas quando for fazer um fundo preto, ou quando esta cor tiver um destaque maior na sua arte. Não é recomendado para fontes e objetos pequenos.

Aviso: O preto C: 40% M: 0% Y: 0% K: 100%, devido a diferença de configuração de alguns monitores, pode ficar meio azulado. Porém, ele sairá preto “vivo” na impressão.

No caso da cor azul, quando usada, utilize esta regra C: 100% M: 80%, para que seu impresso não saia roxo. Utilize esta regra principalmente quando for usar a cor azul de fundo em algum material.

Efeitos especiais

Se você utilizar efeitos especiais no seu material, você terá que fazer algumas alterações neles antes de enviar o seu arquivo para a gráfica.

  • Mistura, Contorno interativo e Extrusão, você deverá “Separar” esses efeitos através do Corel Draw.
  • Envelope, Distorção e Perspectiva, você deverá convertê-los em curvas.
  • Sombra, você deverá fazer o comando “Separar” grupo de sombreamento e converter a sombra em Bitmap.

 

Fechando o arquivo

Depois de tudo pronto, confira passo a passo todos os itens deste manual, para que o seu arquivo saia do jeito que você quer. Faça o seu check-list:

  • Fontes convertidas em curvas.
  • Arquivos em modo de cor CMYK.
  • Resolução das imagens com, no mínimo, 300 dpi´s.
  • Conferir se o arquivo está dentro do Gabarito e obedecendo as margens de corte e segurança.
  • Verificar se preenchimentos e contornos estão em CMYK.
  • Efeitos Especiais do CorelDraw, todos devidamente convertidos.
  • Sombra, Degradê e PowerClip convertidos em Bitmap´s.
  • Cores Especiais como Preto e Azul, estão dentro das regras.
  • Os acabamentos utilizados estão devidamente marcados e com as suas margens de segurança.
  • Desenho de Facas, quando necessário. Verificar se estão na posição correta e com as distâncias corretas tanto de sangra quanto para segurança.
  • Facas para ímã. Verificar se estão com cantos arredondados.
  • Para uma última verificação, vá em propriedades do documento e verifique se não há mais nenhum item fora do Gabarito, que é padrão da empresa.